Gratidão animal: depois de cuidar daquele filhote ele nunca imaginou o que iria presenciar ao libertá-lo…

Ele encontrou um filhotinho de ave abandonado e faminto. “Deve ter caído do ninho”, pensou. Procurou ali por perto, mas não encontro nenhum vestígio do que poderia ser o lar daquela frágil criatura, com um ou dois dias de vida, no máximo.

Tomou então uma decisão: “Neste momento, passo a ser o seu pai adotivo, lhe alimentarei e lhe darei abrigo e calor”. Então,  depois daquela fatídica tarde fria, passou intermináveis semanas cuidando daquele assustado filhote,  dia após dia, noite após noite. Gastou muito de suas parcas economias de sua comprando da melhor ração balanceada e remédios para aquele agora lindo pássaro, até que chegou o grande dia. Ele decidira que era hora do animal emplumado seguir o chamado da natureza. Iria finalmente deixá-la ir rumo aos céus,  fazê-la voar.

A hora emocionante de deixá-la voltar à liberdade chegou! O bichinho, agora já coberto de penas e com lindas cores, tremendo  num misto de ansiedade e gratidão dará o seu primeiro vôo.

Mas na hora H, ele olha fundo nos olhos do seu amigo e protetor humano e…

Vejam a cena linda. É de marejar os olhos dos maiores dos corações durões…

 

, , , , , , , , ,

Post navigation

Deixe uma resposta

Se preferir, comente abaixo com o seu usuário do Facebook